Busca no Site - site search
"A vida se alcança e amadurece à medida que é entregue para dar vida aos outros. Isso é, definitivamente, a missão" (Documento de Aparecida 360)
 

Fundamentos Bíblicos da Missão

UMA OBRA REFERENCIAL PARA A MISSIOLOGIA

SENIOR, Donald; STUHLMUELLER, Carrol. Fundamentos Bíblicos da Missão. Tradução de Anacleto Alvarez; revisão de Juliano Borges de Melo. Santo André, SP: Academia Cristã; São Paulo, SP: Paulus, 2010. 560 p.


Autores

Carroll Stuhlmueller, nasceu em Hamilton, Ohio (EUA) em 1923. Entrou para a Congregação Passionista em 1943 e foi ordenado sacerdote em 1950, logo começou seu estudos bíblicos especializando-se em Antigo Testamento. Concluiu seu doutorado em 1968 no Pontifício Instituto Bíblico em Roma com uma tese sobre o Deutero-Isaías. Ensinou Sagrada Escritra na Catholic Teological Union de Chicago, de 1969 a 1994, e na St. John's University, em Nova York, de 1970 até 1974. Foi presidente da Associação Bíblica Católica dos Estados Unidos de 1978 até 1979, e da Sociedade de Pesquisa Bíblica de Chicago, de 1982 até 1983. Trabalhou no conselho editorial do Journal of Biblical Literature de 1987 até 1992, e no The Catholic Biblical Quarterly desde 1973 até 1977. Ele foi o autor de 23 livros e vários artigos. Faleceu em fevereiro de 1994 por causa de um derrame.

Donald Senior, nasceu em Filadélfia, Pensilvânia (EUA) em 1940. Entrou para a Congregação Passionista em 1960 e foi ordenado sacerdote em 1967. Terminou seu doutorado em Novo Testamento na Universidade de Louvain, na Bélgica, em 1972, prosseguindo seus estudos na Hebrew Union College em Cincinnati e em Harvard. Desde 1972, Pe. Donald Senior é professor de Novo Testamento na Catholic Teological Union em Chicago, e atual presidente desde 1987. Também é editor geral do jornal The Biblie Today e co-editor da série de 22 volumes The New Interpreters Study Bible. Autor de numerosos livros e artigos, foi presidente da Associação Bíblica Católica dos EUA (1997-98), e em 2001 foi nomeado membro da Pontifícia Comissão Bíblica. Donald Senior é também membro das seguintes associações: Associação Bíblica Católica, Sociedade de Literatura Bíblica; Studiorum Societas Novi Testamenti; Sociedade de Chicago de Pesquisa Bíblica, Sociedade Teológica Católica dos EUA, Associação Internacional de Estudos Missiológicos; Christi Internacional.


Sinopse

A obra representa um clássico para os estudos missiológicos. Publicada nos Estados Unidos em 1983 pela Orbis Book, foi lançada em português no Brasil pelas Paulinas em 1987. Depois de esgotada essa edição, durante um bom tempo sumiu das prateleiras das livrarias deixando um vazio jamais preenchido por outra obra da mesma altura. Talvez esse foi um dos motivos do recente re-lançamento, em 2010, pela Paulus em co-edição com a Academia Cristã. Com certeza, de um ponto de vista não estritamente comercial mas acadêmico, esse foi um inestimável ganho para as escolas de missão, tanto católicas como evangélicas.

Missão é pregar o Evangelho e apresentar Jesus Cristo a todas as nações. Quais são as implicações destas afirmações para a vida da Igreja? Quais são as bases bíblicas para um empreendimento tão importante? A obra de Senior e Stuhlmueller responde a essa e muitas outras questões, convidando o leitor ao aprofundamento e à compreensão dessa temática.

“A questão da missão é intrínseca à Bíblia – explicam os autores – Hoje ninguém deveria ser fadado a pensar em ‘missão’ em termos puramente de propaganda. A atividade missionária envolve muito mais do que ‘fazer convertidos’, como pode atestar a maioria dos missionários. Por ‘missão’ neste livro, queremos significar o chamado dado por Deus para apreciar e partilhar a própria experiência e penetrações religiosas, primeiro dentro da própria comunidade e da tradição, e depois junto com o ovo e as comunidades de outras tradições culturais, sociais e religiosas. Fazendo isso, os cristãos tentam cumprir o mandamento divino dado à Igreja no sentido de que a humanidade reflita a própria vida de Deus como um só povo unido no amor e no respeito. Tal noção significa que a missão é bidirecional: a fé é partilhada mas não imposta, e o missionário há de ser instruído e enriquecido descobrindo a salvação de Deus no trabalho com o povo, com sua cultura própria para o qual é enviado” (p. 17-18).

Não só a missão em si gera uma revolução na própria maneira de entender a Igreja e seu papel no mundo (“a Igreja é por sua natureza missionária”, AG 2), mas também – e talvez muito mais – a questão do universalismo tem conseqüências desconcertantes: “ser universal – se afirma na introdução – capaz de abranger e de ser expressado por todas as culturas e por todos os povos, é essencial para o evangelho” (p. 15).

Os autores abordam a missão sob a moldura de seus fundamentos bíblico-teológicos. Segundo Robert J. Schreiter, no prefácio da obra, eles se concentram na relação de Israel e da Igreja com os gentios, ponto de contato em que acontece uma consciência de universalismo e de eleição, de juízo e de justiça, de promessa e de seu cumprimento: “conforme o leitor verá, eles nos conduzem até o ponto onde somos apanhados nas variações contrapontísticas sobre experiência e testemunho que caracterizam as ricas tradições bíblicas” (p. 12), afirma.

A obra também propõe reflexões sobre a experiência e a motivação para a missão, a relação do sagrado e do secular no desenvolvimento do plano divino, o significado da atividade de Deus na história e o destino das pessoas em relação a ela e o entrelaçamento de justiça e salvação. Todos esses assuntos são abordados como temas bíblicos.

A idéia para este livro começou num seminário sobre a Bíblia e sobre a missão que os autores conduziram durante vários anos na União Teológica Católica de Chicago. “Sentimo-nos muito felizes – ressaltam Senior e Stuhlmueller – de que os participantes daquele seminário fossem, eles mesmos, microcosmo da Igreja universal. Tivemos estudantes da Europa, África, Ásia, América Latina e da América do Norte, da Austrália e da Nova Zelândia” (p. 19). Esse experiência acadêmica revelou aos dois estudiosos de que a questão de missão é vital, não apenas como problema pastoral, mas como problema bíblico. Descobriram que aproximar-se da Bíblia do ponto de vista da missão levava ao centro da sua mensagem. Este livro tenta captar algo dessa descoberta.

Dividido em 14 capítulos, o livro conta com notas de referência, índice das citações bíblicas, índice dos autores e índice analítico, elementos que servem de apoio e tornam a leitura ainda mais profunda e enriquecedora. Os fundamentos bíblicos da missão serve tanto para estabelecer como também para inspirar a obra daqueles chamados para a missão cristã, além de ajudar os que desejam meditar sobre os desafios teológicos enfrentados pela missiologia contemporânea.


Partes principais da obra

Introdução

PRIMEIRA PARTE: OS FUNDAMENTOS PARA A MISSÃO NO AT
1. Da libertação secular para a história da salvação e para a missão mundial
2. O processo bíblico de aculturação
3. Humanização profeticamente desafiada
4. Eleição de Israel e salvação do mundo
5. Oração de Israel e missão universal

SEGUNDA PARTE: OS FUNDAMENTOS PARA A MISSÃO NO NT
6. Jesus e a missão da Igreja
7. Teologia da missão de Paulo
8. O alcance cósmico da missão da Igreja em colossenses e efésios
9. Teologia de missão de Marcos
10. A teologia de missão de Mateus
11. Perspectiva de missão de Lucas-Atos
12. A teologia joanina de missão
13. Testemunho e Missão - os restantes livros do NT

TERCEIRA PARTE: CONCLUSÃO
14. Fundamentos bíblicos para a missão


Por que essa obra é referencial

Desde a Segunda Guerra Mundial, foi dada pouca atenção ao estudo da missão universal no NT. Somente dois livros de um certo porte foram publicados em língua inglesa. Um é esse clássico de Donald Senior e Carroll Stuhlmuller, e o outro é de Ferdinand Hahn, Mission in the New Testament. David Bosch em sua opus magnum dedica mais de duzentas páginas à missão no NT: doutorou-se em Basiléia exatamente sobre este assunto. Dois outros livros foram editados nos últimos 10 – 15 anos: LARKIN JR., William J. e WILLIAMS, Joel F. (Ed.) Mission in the New Testament. New York: Orbis Book, 1998; KAISER, Walter C. Mission in the Old Testament. Grand Rapids (MI): Baker Books, 2000.

A obra de Senior e Stuhlmueller, contudo, permanece referencial para a pesquisa fundamental: o que é missão para a Sagrada Escritura? Existe propriamente “missão” na Sagrada Escritura? Até que ponto a missão pertence à herança e à experiência do Povo de Israel? Essa missão universal nasceu do ministério de Jesus ou foi uma evolução, um acréscimo posterior, principalmente por obra de Paulo? Responder a essas questões é de vital importância não só para a missiologia, mas para a própria existência da Igreja. Nesse sentido Fundamentos Bíblicos da Missão vem a responder de maneira magistral e detalhada em cima de afirmações importantes como: “o catalisador que causou o início da consciência missionária da Igreja primitiva e que modelou a sua mensagem básica foi a pessoa e o ministério de Jesus” (p. 212). E ainda: “O testemunho bíblico nos põe de sobreaviso para a dialética constante e inevitável entre o chamado à missão e as necessidades pastorais da comunidade já reunida (...) A Bíblia não se contenta só com tomar notas deste inevitável ato de equilíbrio entre identidade e missão. De acordo com a perspectiva cristã, ao menos, o prato da balança de Deus se inclina a favor da extensão sobre a identidade” (p. 511-512).

 

Copyright © 2008 - Missiologia – RELAMI
Todos os direitos Reservados
Malagueta / Br Comunicação