Busca no Site - site search
"A vida se alcança e amadurece à medida que é entregue para dar vida aos outros. Isso é, definitivamente, a missão" (Documento de Aparecida 360)
 

Introdução à Teologia da Missão

CONVOCAR E ENVIAR:
servos e testemunhas do Reino

SUESS, Paulo. Introdução à Teologia da Missão. Convocar e enviar: servos e testemunhas do Reino. Petrópolis/RJ: Vozes, 2007. 232 p.


Autor

Paulo Suess é sacerdote diocesano, doutorou-se em Teologia Fundamental (Muenster/ Alemanha) e trabalhou dez anos na Amazônia. A partir de 1979 exerceu o cargo de Secretário-Geral do Conselho Indigenista Missionário (CIMI). Em 1987 fundou o Departamento de Pós-Graduação em Missiologia, em São Paulo. Entre 2000 e 2004, era presidente da Associação Internacional de Missiologia (IAMS). Atualmente é assessor teológico do CIMI e professor do Instituto São Paulo de Estudos Superiores (ITESP), onde administra aulas na área de pós-graduação em Missiologia. Entre suas publicações: "Catolicismo Popular no Brasil" (Loyola, 1979), "A Conquista Espiritual da América Espanhola" (Vozes/Abya Yala, 1992), “Travessia com esperança” (Vozes/Abya Yala, 2001).


Sinopse

Este livro nos introduz à Teologia da Missão, que nasce no coração de uma Igreja essencialmente missionária a serviço dos pobres e dos outros. Essa Igreja não tem pátria, cultura ou é dona de verdades. Mas ela tem rumo. Ela é serva, peregrina, hóspede, instrumento, sinal. Ela abraça as pátrias dos pobres e as culturas dos outros. Pobres sinais marcam a trajetória da comunidade missionária: o vazio, a abertura, a partilha, a ruptura, a caminhada, a cruz e a hóstia sagrada.

E essa missão é urgente e sem fim. Ela não termina com o batismo do último “pagão”. Ela é o permanente anúncio da vida como possibilidade num mundo de conflitos e de miséria que não faz sentido. A mensagem fundamental da missão é a esperança como reencantamento da vida, na partilha do pouco que temos e na articulação dos muitos que somos. Esse livro sintetiza os conteúdos fundamentais de uma Teologia da Missão latino-americana que, além de servir para aulas formais, poderão servir para a meditação diária.

A missão é missão de uma comunidade eclesial em defesa da vida. Essa missão não é uma entre muitas atividades da Igreja. Ela decorre de sua "natureza missionária", que tem sua origem no envio do Filho e na missão do Espírito Santo. Portanto, a Teologia da Missão não é uma “disciplina” teológica entre outras. Como teologia fundamental, ele rompe as fronteiras disciplinares e perpassa todos os campos da reflexão teológica. A Teologia da Missão aprendeu este “movimento transgressor” das comunidades missionárias que não vivem para si, mas que olham e caminham além das fronteiras para “convocar e enviar servos e testemunhas do Reino”.

Como cumprir essa missão de anunciar a vida e a esperança neste mundo, onde a miséria da maior parte da humanidade não é um acidente, mas um produto de sua civilização? A partir do lugar dos pobres e dos outros na América Latina, essa Teologia da Missão se aproxima das questões da verdadeira humanidade. Com um olhar universalmente contextualizado, macroecumênico, transdisciplinar e místico (Unidade 3), o Autor faz a leitura dos textos bíblicos (Unidade 1), dos dados históricos (Unidade 4, 5 e 6), dos tratados sistemáticos (Unidade 2) e dos dados propriamente pastorais (Unidade 7 e 8) em função de uma sempre nova convocação e de um envio urgente. A vida é sempre para hoje.

Esta “Teologia da Missão”, que é ao mesmo tempo um “Curso de Missiologia Fundamental”, se dirige às comunidades que estão vivendo, descobrindo ou aprofundando a sua natureza missionária, aos agentes de pastoral e aos estudantes de teologia. A missão, com seus dois movimentos do envio e da convocação, do envio à periferia do mundo e da convocação, a partir dessa periferia, para a libertação do centro, é o coração da Igreja. Sob a senha do Reino, propõe um mundo sem periferia e sem centro.


Partes principais da obra

1. Da revelação: Fundamentos bíblicos
2. Da origem: O mistério trinitário da missio Dei
3. Da mística: Caminhar despojado na luta
4. Da história: Aprendizados de ontem para hoje e amanhã
5. Do Vaticano II: Da territorialidade da missão à essência missionária da Igreja
6. Do magistério latino-americano: Sinais dos tempos: Libertação, participação, inculturação, confirmação
7. Do diálogo: Pluralismo intercultural, macroecumênico e teológico-pastoral
8. Da prática: Discernimentos na ação, horizontes de comunicação


Por que essa obra é referencial

Paulo Suess é uns dos maiores teólogos da missão atuantes no Brasil. Sua obra é didática e tem como alvo os iniciantes ao estudo da missiologia. Ao mesmo tempo recolhe suas melhores contribuições numa reflexão teológica inculturada a partir da história e dos desafios da evangelização no Brasil e na América Latina. Os temas tratados de forma orgânica tocam os principais assuntos para um Curso básico de Missiologia, oferecem esquemas, resumos, palavras-chave, questões e referências bibliográficas a cada capítulo. Uma excelente ferramenta para o ensino e o aprendizado nas escolas teológicas.

 

Copyright © 2008 - Missiologia – RELAMI
Todos os direitos Reservados
Malagueta / Br Comunicação