Busca no Site - site search
“A promessa maior da ciência, que é a ampliação da nossa longevidade ou, até mesmo, a imortalidade, são possibilidades que não fazem sentido até que saibamos a razão da própria vida.” (N. Bonder, Portais secretos, p. 113)
 

Memória, Projeto, Seguimento

MISSÕES POPULARES DA IGREJA NO BRASIL

CNBB, Conferência Nacional dos Bispos do Brasil. Memória, Projeto, Seguimento. Missões populares da Igreja no Brasil. Brasília: Edições CNBB, 2007, 144 p.

Dentre as contribuições da Comissão Episcopal para a Ação Missionário da CNBB ao Projeto Nacional de Evangelização "Queremos Ver Jesus - Caminho, Verdade e Vida" tivemos, ao longo dos anos do Projeto, a publicação de vários subsídios para a realização de Santas Missões Populares, que têm levado muita vida e maior consciência da dimensão missionária a inúmeras Dioceses, de norte a sul do país. Um deles foi: 'desus Nos Visita - Roteiros para a visita às famílias", fruto do 1 0. Semiinário Nacional sobre o perfil das Santas Missões Populares (SMP) (setembro de 2004).

Aproximando-se a celebração da V Conferência do Episscopado latino-americano e caribenho em Aparecida, maio de 2007, cujo tema toca tão de perto a missionariedade da Igreja, celebramos em Belo Horizonte, de 12 a 15 de março de 2007, o 2°. Seminário Nacional sobre Santas Missões Populares, cujas contribuições aqui vão publicadas, na esperança de contribuir para que todas as nossas comunidades se tornem verdadeiramente discípulas e mlsslonárlas de Jesus Cristo, e assim nele nossos povos tenham Vida.

"Rio que caminha e não se cansa, e não volta atrás ... não volta atrás ... " Assim contemplamos nossa Igreja na América latiina e Caribe, após a celebração das Conferências do Rio (1955), Medellín (1968), Puebla (1979) e Santo Domingo (1992), cheganndo aos pés da Mãe Aparecida, e com a presença de nosso Papa Bento XVI, para dar passos à frente no serviço á vida e espeerança de nossos povos sem negar a riqueza das opções já feiitas, mas aberta ao novo, no sopro do Espírito que nos chama a descobrir o chão dos pobres.

Com assessoria de peritos do COMINA e participação de 84 membros de todos os Regionais da CNBB, entre os quais 5 Bispos, numerosos sacerdotes, diáconos, religiosas e sobretudo leigas e leiigos que amam a missão, refletimos sobre 6 modelos de Missões Poopulares utilizados em nosso país, bem como sobre a participação que nelas têm as CEBs, as crianças e adolescentes (Infância e Adoolescência Missionária e outras), bem como a Pastoral da Juventude.

Percebemos pontos em comum, experiências originais, novidades e lacunas. Uma certeza, porém, brotou cristalina: mais do que nunca no século XXI, será da vivência concreta do ser missionário que nossas comunidades haurirão nova vida e enntusiasmo. "É dando que se recebe ... " É testemunhando nossa fé-e construindo sinais çoncretos de vida na caridade dos mutirões, suscitados pelas SMp, que recuperaremos o brilho dos olhos e a alegria de sermos discípulos, que não guardam para si a experiênncia do Ressuscitado.

Além do que aqui é publicado, estamos fazendo chegar às mãos e ao coração de nossos pastores, os Bispos Delegados à Conferência de Aparecida, várias sugestões positivas e preocupaações que surgiram dos trabalhos do 2°. Seminário Nacional.

Oxalá, possam essas contribuições ajudar a fazer desperrtar um novo tempo, em que a Igreja na América se descubra missionária também além-fronteiras, transbordando o ardor das SMP e a experiência profunda do discipulado de Jesus, numa autêntica reedição primaveril do ardor dos tempos apostólicos, versão terceiro milênio!

+ Dom Sergfo Arthur Braschl Bispo de Ponta Grossa (PR) e membro da Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Missionária e Cooperação Intereclesial

 

 

Copyright © 2008 - Missiologia – RELAMI
Todos os direitos Reservados
Malagueta / Br Comunicação