Um novo paradigma para análise de conjuntura

de Pedro A. Ribeiro de Oliveira – 30/10/2017

Assinalamos a análise de conjuntura de Pedro A. Ribeiro de Oliveira, que apareceu no site do Movimento Nacional de Fé e Política (http://fepolitica.org.br/):

A percepção da espécie humana como força capaz de impactar significativamente a superfície da Terra e seus processos vitais levou importantes cientistas a propor a hipótese do antropoceno. Embora não haja consenso sobre ela, nem sobre o início dessa era geológica, assumo como ponto de partida que em meados do século 20 a Terra já estava em pleno antropoceno. Isso deveria provocar enorme mudança em nosso método de análise de conjuntura, que até então podia desconsiderar as relações entre a espécie e o ambiente por não afetarem significativamente os processos históricos das sociedades humanas. Tal mudança metodológica, porém, ainda não ocorreu, apesar de algumas tentativas nesse sentido. A proposta aqui apresentada é mais uma tentativa de ampliar o horizonte temporal e espacial da análise de conjuntura, para nela incluir as relações entre a nossa espécie e o Planeta em que vivemos.

Leia a análise clicando aqui.